RinoGas

sábado, dezembro 31, 2005
happy bloody new year

Do lado de cá, o ócio que me consome lentamente, enquanto a morosidade arrasta suas chinelas já um tanto gastas pelos corredores do hospital. Parece que só eu estou aqui. Eu, desperdiçando os últimos dias da minha doce "golden youth" já tão próxima do fim. Eu que hoje já li todos os blogs, todos os jornais, baixei todos os podcasts interessantes, já passei visita um zilhão de vezes e os pacientes insistem em não ter queixas ou paradas cardio-respiratórias; Enquanto em mim dói essa procastinação toda e vou morrendo lentamente. Nos paciente nem um, nem outro; ninguém reclama de dor, ninguém decide morrer. Ao que me parece, a Morte não veio; aliás, saiu de férias e também foi para a praia passar o reveillon na casa de Narcisa em Copacabana.