RinoGas

segunda-feira, agosto 08, 2005
.


A melhor parte de se criar um blog, é justamente quando você termina com ele.

Estou aqui neste exato momento para desaparecer no vazio do mundo binário. Um rinoceronte feito de zeros e uns. Como sempre fui adepto da segregação de castas, da censura e do absolutismo, deixarei os uns de lado para ser ficar somente com os zeros. Esqueço do português, das regras, da gramática, da matemática e me perco no ciber-espaço, diluído no vazio que permeia a plenitude; o zero em uns, fins e começo.

Mas mesmo assim, se por algum acaso dos links, dos logs ou mistérios do mundo virtual, você me encontrar por aí, finja que não me conhece, seja afável, caridoso e singelo; desvie naturalmente o olhar, mude de página, releve. Esquecer é a maior benção do mundo, mas se você não for um abençoada, finja. Fingir é sempre um bom começo.

Estou indo para não voltar.

E vou vagando, buscando melhor caminho no fim, onde eu seja só eu, sem mais ninguém. À cata do universo perfeito onde as pessoas sejam cordialmente irônicas, respeitosamente antipáticas e distintamente antisociais.
Adeus.